Todos os dias percebemos os impactos positivos das inovações tecnológicas na sociedade. E a presença da tecnologia na saúde é cada vez mais forte, trazendo benefícios como diagnósticos mais rápidos e modernos tratamentos para doenças.

Números indicam quanto as áreas de tecnologia e saúde estão relacionadas: cerca de 9.000 aplicativos médicos estão disponíveis para os usuários de internet em âmbito global, e 72% dos internautas buscam informações sobre questões médicas.

Em 2016, a Forbes colocou a tecnologia 3D entre as mais promissoras para revolucionar os cuidados de saúde no mundo. Essa inovação está revolucionando diversos setores, inclusive o da medicina. Ela já foi usada, por exemplo, para criar olho biônico e córneas, joelhos artificiais, cartilagem de orelha e nariz, substitutos ósseos, órteses para coluna vertebral, pele para feridas entre diversas outras técnicas.

Além disso não vai demorar muito para a impressão 3D afetar dramaticamente nossa longevidade, prolongando em muito a expectativa de vida. De acordo com Maria Elizete Kunkel, professora do Instituto de Ciência e Tecnologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) “Em dez ou 15 anos deve ser possível fabricar órgãos humanos com material desenvolvido a partir de células biológicas e que funcionam como os originais”. Atualmente o 3D se destaca para o uso em:

Planejamento cirúrgico

A impressão 3D ajuda a reduzir os riscos de uma cirurgia. Com a criação de réplicas de órgãos, os médicos podem estudar todas as características anatômicas do paciente. Assim, analisando a estrutura de vários ângulos, é possível identificar detalhes da lesão a ser tratada e garantir maior precisão no tratamento. Além disso, a técnica reduz a duração de procedimentos em até seis horas, como por exemplo o Hospital Risoleta Tolentino Neves, administrado pela UFMG, que começou a adotar a técnica no ano passado e, segundo o coordenador de Cirurgia Plástica Aluísio Marques, é pioneira no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais.

 

Construção de próteses e implantes

As próteses são fundamentais para o processo de recuperação da autoestima. Elas possibilitam ao paciente realizar ações com mais facilidade, além de promoverem a reintegração social. É possível substituir mãos, pernas, braços e outras partes do corpo.

A presença da tecnologia na saúde se faz cada vez mais necessária. Os benefícios são inúmeros, e não podem ser ignorados: melhora na gestão hospitalar, rapidez no diagnóstico, promoção da qualidade de vida aos pacientes etc. Com ela, há menores chances de erros e escolhas ideais de tratamento para cada pessoa e tipo de patologia. Sem dúvida, o uso de impressão 3D é uma tendência com grandes possibilidades para o futuro.

 

Biomodelos

São réplicas sintéticas de órgãos e estruturas (cérebro, coração, ossos, artérias) para serem usados no planejamento de cirurgias complexas. Na cardiologia, por exemplo, uma das especialidades que mais utiliza modelos anatômicos para simular procedimentos, é comum que imagens bidimensionais não mostrem detalhes do coração fundamentais para o sucesso da operação. Ter em mãos um órgão artificial idêntico ao do paciente permite prever situações e definir técnicas, local e tamanho de incisões, assim como a necessidade de guias e instrumentos com antecedência.

 

Em um futuro não muito distante as possibilidades do 3D na medicina ainda irão se multiplicar. Gostou?

Fonte: Viva Bem Uol 

 

1
Olá, como podemos ajudar você?
Powered by